Brazil Jewelry Week 2021

Flávia Vidal

Brasil

Colar Cerimonial Yvoty - Flores

Colar

Látex, corante, raspas de taquara.


$ 300.00

Broche Yamagua - Boca

Broche

Látex, corante, raspas de taquara, couro de
peixe, aço inox.


$ 250.00

Broche Ruda- Deus do amor

Broche

Látex, corante, raspas de taquara.


$ 250.00

Broche Ipirã- Ser aquático

Broche

Látex, corante, raspas de taquara, couro de
peixe, aço inox.


$ 250.00

Broche Guaru - Barrigudos

Broche

Látex, corante, raspas de taquara, couro de peixe, aço inox.


$ 250.00

Flávia Vidal

Brasil

Seres da Floresta
A infância é o alicerce de nossa memória individual onde se pode buscar a cura para nossa criança interior. 
Certos objetos da minha infância, particularmente os vindos da Europa, despertavam em mim uma sensação de estranhamento, de que algo estava fora de contexto, não pertencendo ao lugar que se encontravam. Como exemplo, um sino de prata, uma cópia grotesca em forma de peixe no estilo barroco, possivelmente feito para chamar serviçais. Hoje faço um contraponto da minha memória desse objeto com a cultura dos povos originários do território brasileiro.
O povo Enawenê-Nawê realiza uma grande cerimônia, uma das mais longas do Brasil, na qual o peixe é considerado sagrado. É o mais importante tributo destinado às divindades e aos espíritos malignos que, quando alimentados, concedem proteção e os livram das doenças e da morte.
Com esses novos saberes, desperta em mim o desejo de reparação e cura, busco mudar o meu relacionamento/entendimento com minha cultura e minha história, reparando o rompimento causado no passado e o sentimento de conexão do meu eu e meu corpo.
Tecovahi, em tupi guarani, quer dizer modo de estar no mundo.
Porã, em tupi guarani, quer dizer belo e bom, entendendo que o belo é onde a vida habita.
A partir dessas referências, procuro nas minhas origens e no planeta o meu lugar de troca com ele, desvelo meus guardiões,  aliados da floresta e seus habitantes, os chamo de Seres da Floresta. São híbridos como eu, corpos através dos quais o meu espírito soa e se expressa.
Na memória podemos plantar nosso futuro, influenciando nossa história que ainda está por vir e redescobrir, assim, nosso próprio idioma.

POR TRÁS DA OBRA


MAIS SOBRE A SÉRIE


ENCONTRE

CONHEÇA MAIS • JOALHEIROS EM DESTAQUE


VER MAIS +